DESLIGUE O PILOTO AUTOMÁTICO

DESLIGUE O PILOTO AUTOMÁTICO

E se a partir de hoje cada um de nós desligássemos o piloto automático? Aquele que nos mantém inertes, presos à rotina de acordar, trabalhar e dormir, sem pensar, sem sentir, sem prestar atenção em si e em nada ao redor.

Aquele piloto automático que fez com que nos acostumássemos com as frequentes notícias de corrupção, que fez com que não mais sentíssemos a dor do outro, nem nos espantássemos mais com as notícias cada vez mais crescentes de violência, abuso e criminalidade. Aquele que nos condicionou a reclamar para cada amigo, cada vizinho, cada colega sobre a crise econômica e política do país, todos os dias.

E se hoje desligássemos o piloto automático e vivêssemos de forma plena, sentindo, ouvindo, vivendo tudo ao nosso redor? E se estivéssemos realmente presentes?

O mundo teria muito mais amor porque desenvolveríamos todos os dias a sensibilidade, a compaixão, o afeto. Olharíamos para a alma do outro, não para a casca que cada um se esforça em aparentar. Desenvolveríamos a percepção, muito além do que enxergamos com os olhos físicos.

O mundo teria mais amor, as almas teriam menos feridas, os dias seriam mais leves. Estaríamos presentes, sensíveis e conectados a cada ação, cada movimento, cada sentimento e cada acontecimento para perceber as belezas, surpresas e sincronicidades da vida.

Beijos e muita luz!

Roberta =)

Author Info

Roberta Zanatta

Comentários

Postar um comentário