NÃO SEJA PERFEITO, SEJA REAL!

NÃO SEJA PERFEITO, SEJA REAL!

Você já pensou em se levar menos a sério? Já pensou em abandonar a necessidade de controle? Já pensou na possibilidade de que se as coisas não resultarem exatamente como você deseja, o mundo não vai parar, nem a sua vida vai acabar por causa disso?

Excesso de controle é a necessidade de saber e controlar o futuro e os resultados. Esse processo desenvolve angústia e ansiedade e por consequência, insegurança, medo e bloqueio. Perceba quantos sentimentos e emoções são geradas em frações de segundos pelo simples fato da mente estar com foco em algo que ainda não aconteceu e que não se pode ter domínio algum de como será.

Nem sempre não acertar é algo tão grave assim. Quando você foca lá na frente, em algo que ainda sequer aconteceu, não aproveita o percurso, o processo e então não vale a pena porque a vida acontece agora, neste momento. Eu sempre digo que muitas vezes o mais importante é o processo, não o resultado final.

Quanto mais exigente for, mais cansativa se torna qualquer atividade porque a sua expectativa será de atingir a exatidão, a perfeição, os 100%. Temos que buscar sempre o desafio e a superação porque na zona de conforto nada cresce, nem desenvolve. Porém deixe essa busca exagerada pela assertividade para coisas realmente importantes, eu diria fundamentais. E ainda assim, muitas dessas coisas não precisam de um padrão ISO de excelência.

Cuide para que esse excesso de exigência por si não extravase para os demais. Talvez possa estar exigindo ou mesmo apenas esperando demais de alguém que já está te oferecendo o máximo, não dentro do seu parâmetro, mas do dele.

Seja menos exigente consigo mesmo, se enxergue com mais amor e compaixão, como um ser humano que, assim como todos os outros, está no seu processo de evolução e de aprendizado.

Não seja perfeito, seja real!

 

Beijos e muita luz!

Author Info

Roberta Zanatta

Comentários

Postar um comentário