O PEDAÇO DE MIM QUE FOI EMBORA

O PEDAÇO DE MIM QUE FOI EMBORA

O luto que vivemos após qualquer término de relacionamento é algo natural porque não envolve apenas sentimentos, mas também expectativas quanto ao futuro. E esse processo é importante e necessário porque é através dele que nos curamos. E além do luto, vem aquele sentimento de vazio, de vários buraquinhos dentro do peito, de que falta um pedaço.

Mas a verdade é que esse sentimento de que um pedaço de você foi embora é ilusório porque a verdade é que antes de você ser uma das partes em um relacionamento, você é você, porque esse é o seu primeiro papel e o mais importante no mundo. E antes da importância que deve dar ao seu parceiro e ao relacionamento, vem a sua importância. Você, assim como eu, é um ser integral exatamente como é então já é completo e quanto mais bem consigo está, mais cheio de si, mais com verdade vive os relacionamentos porque sabe que tem que estar bem consigo para conseguir dar o seu melhor, e sabe também que se um dia acabar é porque isso era o melhor para ambos, porque o ciclo simplesmente se encerrou e o que os dois precisavam aprender um com o outro, já aconteceu.

Vai doer? Vai. Você vai sofrer? Claro que sim porque como conversamos lá no início, envolve expectativas. Mas quanto mais se preencher de você, todos os dias, dentro ou não de um relacionamento, em uma época de desafios ou mesmo diante do término, você irá ressignificar essa dor e vivenciar esse “vazio” dentro de si de uma forma mais leve, consciente e positiva.

Por isso, fortaleça a sua fé e a pratique também porque tudo está perfeito exatamente como está. Fortaleça também a sua autoestima lembrando sempre que ninguém trará a sua felicidade embrulhada como um presente, a primeira felicidade é aquela interna e genuína, consigo mesma. Se curta, se ame, descubra tudo o que te faz bem e gosta de fazer e insira no seu dia a dia. Se aceite exatamente como é, se olhe com amor e com compaixão, acolha todas as suas forças e seus desafios e vá em busca de melhorar o que precisa ser melhorado e quando estiver cheio de você, transbordando você, vai conseguir encarar qualquer relação como algo para somar a sua vida, não para completar e por isso mesmo se acabar, vai doer, mas você vai lembrar que é inteiro e é apenas mais um pedacinho da sua vida de crescimento, fortalecimento e transformação.

Beijos, beijos e muita luz!

 

Author Info

Roberta Zanatta

Comments ( 2 )

  • Renato

    Bom dia, Roberta! Como seu texto é reconfortante é um alívio nesse momento muito doloroso que estou passando.
    Terminei um relacionamento de 14 anos, foram 11 anos de namoro e 3 de noivado, estávamos construindo nossa casa, comprando os móveis e fazendo vários planos, até que uma fatalidade aconteceu; meu sogro faleceu em um acidente de trânsito e a partir daí tudo mudou. Agora ela que tinha que sustentar a casa onde vive com a mãe e irmão. Se vendo nessa situação ela me chamou para conversar e disse que queria vender a nossa casa e que eu fosse morar na casa dos pais, junto com a mãe e irmão, pois não tinha mais coragem de sair de casa. Na hora eu disse que precisava pensar, pois não era fácil pra mim desfazer de todas as coisas que tínhamos conquistado. Quando falei que tinha que pensar, ela se magoou e disse que eu estava colocando os bens materiais na frente dá nossa relação e terminou o nosso noivado.
    Agora, estou passando pelos piores dias dá minha vida, pois a nossa relação era perfeita e ela é a mulher dá minha vida, não consigo me imaginar com outra pessoa e me dói muito a falta dela. Tenho esperança que ela consiga superar a perda do pai e com a cabeça mais tranquila repensar e se arrepender.

    • Roberta Zanatta

      Olá Renato, já conversamos por e-mail então não vou expor a resposta aqui. Desejo muita serenidade em seu coração para passar por essa fase e que possa focar em todo o aprendizado que está te trazendo. Fique bem, um abraço.

Postar um comentário