PERMITA-SE MUDAR

PERMITA-SE MUDAR

Desde criança eu já não me adaptava bem aos rótulos que a sociedade insiste em criar e manter. Também nunca gostei de dizer “sou assim”, “sou assado”, “sou ansiosa”, “sou cardíaco”, “sou negativo” e acredito que quando você diz que é algo, parece que aquilo se torna uma sentença.

A verdade é que somos muito mais do que nossas qualidades e nossos pontos a melhorar. Somos muito mais do que um diagnóstico, do que um padrão de comportamento ou um resultado de perfil de personalidade. Somos muito mais do que diz o nosso signo e muito mais do que aquilo que nos aconteceu. Nós podemos mudar todos os dias e a qualquer momento, não temos o compromisso de sermos sempre os mesmos. Podemos mudar a nossa personalidade, quebrar nossos padrões, abandonar crenças que já não são mais nossas, e algumas talvez nunca tenham sido. Podemos mudar de ideia, mudar de opinião sobre tudo, sempre. Não é questão de falta de convicção, nem de ser volúvel, mas de perceber que se algo me faz mal, se um comportamento meu é nocivo, se eu firo alguém com algum tipo de opinião, eu posso mudar quantas vezes forem necessárias até me sentir confortável comigo mesma.

Quanto mais inflexível, mais duro consigo e com os outros e maior é o apego que desenvolve pelas coisas e pelas pessoas. Mas quando você se permite ser quem deseja, se torna mais leve, desenvolve o auto amor e a auto aceitação, exige menos dos outros, se frustra menos com as expectativas.

Permita-se mudar de cabelo, de namorado, de cidade, de emprego, de valores, de crenças, de opiniões, de estilos musicais, de filme favorito, do sabor da pizza, de turma de amigos e assim eleve a essência da sua alma e liberte-se para ser você e viver isso com integralidade.

 

Beijos e muita luz!

Author Info

Roberta Zanatta

Comentários

Postar um comentário