QUANDO VOCÊ IGNORA OS SINAIS QUE VOCÊ MESMO PEDE

Universo-paralelo-fi

QUANDO VOCÊ IGNORA OS SINAIS QUE VOCÊ MESMO PEDE

Quantos sinais você já pediu ao universo, a Deus, ao seu anjo da guarda? Quantas vezes já pediu uma orientação, uma luz, um direcionamento para ter certeza de qual caminho seguir? E quantas vezes nunca pediu nada disso e ainda assim os sinais estavam escancarados na sua frente? Quantas vezes a sua intuição te chamou, muitas vezes até gritou pra você?

Então você recebeu, mas ignorou… porque teria de recalcular toda a rota, reorganizar a vida, dizer alguns “sins”, dizer alguns “nãos” e esses são os mais dolorosos. Ignorou porque precisaria finalizar alguns ciclos, tirar algumas pessoas da sua vida, dizer adeus, ir embora.

Mas mais do que isso, se negou a fazer o que deveria ter feito porque iria doer, porque iria precisar olhar para dentro de si, talvez pela primeira vez, ou talvez de uma forma que nunca havia feito antes. Iria precisar mudar, se modificar, se desconstruir.

A sua mente te sugeriu que iria dor, que iria ser difícil, pesado, iria ter de mexer aonde não queria, então te trouxe incertezas, inseguranças, medos, receios e por isso você optou por ignorar a sua intuição, fingir que não viu nenhum dos sinais. Preferiu permanecer na sua zona de conforto que de confortável não tem nada.

Agora está sofrendo e buscando se apegar a mínimos motivos para ficar onde está. Procura alucinadamente desculpas para tentar mesmo que ilusoriamente fortalecer o seu desejo de permanecer com a situação exatamente assim como está. Procura evidências para convencer a si mesmo de que as coisas estão mudando sim e que é apenas uma questão de tempo para tudo voltar a ser como era. Pensa que, quem sabe também amanhã tudo pode mudar.

Toda escolha traz consequências e só cabe a você analisar isso tudo. O melhor da vida é essa liberdade que temos de decidir o que fazer com o nosso destino. Mas não esqueça, quanto mais ignorar a sua essência, quanto mais tentar ir contra o fluxo natural da vida, mais dor e sofrimento vai gerar.

Medite e peça coragem para fazer aquilo que deve ser feito e resignação para aceitar o que já não é mais como foi ou como você gostaria. Acesse seus recursos internos para agir, para mudar o percurso da sua vida se isso está gritando dentro de você.  Ressignifique cada situação, cada dor, olhe com novos olhos, traga significados positivos, aprenda com esses processos. Se não consegue fazer isso sozinho, busque ajuda, mas não se mantenha onde já não te cabe mais. Escolha o caminho do amor, não do medo, do amor por você, sempre.

Beijos e muita luz!

Author Info

Roberta Zanatta

Comentários

Postar um comentário